Nova política de retenção de dados do Google Analytics, como não perder os seus dados.

Nos últimos dias, a privacidade e proteção de dados se tornou um dos assuntos mais falados. Muito devido ao escândalo do Facebook e Cambridge Analytica, mas outro ponto que contribui para melhoria na proteção das informações dos usuários é a nova lei de proteção de dados da União Européia (GDPR) (Wikipedia).

O fato do Facebook ter lançado tantas ferramentas e controles sobre a privacidade não se deu apenas pelo escândalo. Por causa destas novas leis, assim como a mídia social, a ferramenta de monitoramento do Google também está passando por algumas alterações, a mais importante delas é a sua nova política de retenção de dados.

Email enviado pelo Google sobre as mudanças na retenção de dados do Google Analytics.

Como não perder seus dados no Google Analytics

Para que você não corra o risco de perder os dados de dentro do seu GA, primeiro é preciso ter o acesso de administrador da Propriedade do Google Analytics no qual a alteração será realizada. Posteriormente você precisará ir até as configurações da conta e escolher a Propriedade desejada para fazer a mudança.

Dentro da Propriedade abra a opção de Informações de Acompanhamento e clique em Retenção de Dados

Feito isso, as opções para retenção dos dados de usuários e eventos irão se abrir.

Existem duas novas opções para alterar. A primeira define por quanto tempo o Google Analytics irá reter os dados de usuários e eventos, tendo períodos já estabelecidos como:

  • 14 meses;
  • 26 meses;
  • 38 meses;
  • 50 meses;
  • Não expirar automaticamente.

Já a segunda opção (redefinir se houver novas atividades) serve para que a ferramenta continue a armazenar os dados de usuários ativos, fazendo com que cada nova sessão o tempo de retenção seja renovado. Isto serve para que você “esqueça” dos usuários que não tem mais vínculo com o seu site.

Vale lembrar que essas alterações não irão afetar os dados agregados da ferramenta, ou seja, os relatórios padrão. Esta alteração tem relação com os dados brutos. Seria como, por exemplo, o IBGE apagar os dados de cada resposta, porém manter os relatórios sobre número de habitantes por cidade, renda e etc.

 

Amante de tecnologia e interatividade desde pequeno, não pode ver uma LED piscando que quer entender o por que. Profissional de Marketing e Comunicação Digital desde 2011 já tendo atuado em diversos projetos, reconhecido principalmente pelo conteúdo que compartilha e debates em que participa.
Reconhecido em 2016 como uma das principais referências em Facebook Ads no Brasil.

Deixe seu comentário

comentários